Livros digitais e acessibilidade no Brasil: o grande desafio dos editores

  • Comunicação Latinoware
  • 423
  • 2018/10/19

“É preciso pensar na acessibilidade dos livros não só como um recurso mas com um requisito básico das publicações digitais”, afirma Fernando Tavares

O 15o Congresso Latino-americano de Software Livre e Tecnologias Abertas trouxe para o último dia do evento (19) o designer instrucional José Fernando Tavares que mostrou a aplicabilidade de softwares ao público os desafios editoriais do século XXI com a inclusão da Internet, se referenciando à acessibilidade como um requisito básico às publicações de livros digitais.

Com breve retrospectiva sobre a entrada dos e-books no mercado, Fernando apresentou ao longo da palestra a evolução de softwares e aplicativos utilizados no cenário editorial. “É um meio conservador. Por exemplo, a inclusão digital de livros não se deu com a mesma rapidez de transformação que houve com a música, na indústria fonográfica, ou com os vídeos pelas plataformas de streaming”.

O conservadorismo fez com que a digitalização dos livros seja uma iminência a ser atacada. Para romper tais paradigmas, Fernando abordou como principal ferramenta de trabalho a utilização do EPUB3 (open source) para vencer as limitações das publicações digitais, inclusive em modo off-line.

De acordo com Fernando, o EPUB3 além de permitir a leitura e a interação em diversos recursos audiovisuais mesmo off-line, ele atende as especificações do mercado e tem um grande diferencial com relação a outras plataformas: é possível trabalhar com HTML5 e CSS 3 e JavaScript. “A ideia do EPUB3 é para trazer para o HTML para assegurar o conteúdo digital, com o intuito de conservar e reutilizar o conteúdo”.

Apoio