“Foi uma experiência louca, porque foi uma mistura de medo e alegria. Um dos maiores eventos que já participei”, relembra Elias sobre sua primeira participação na Latinoware.

Ilustrador e capista das revistas Mundo Estranho e Mad, Elias Carvalho começou na área de software livre em 2012 e garante que o padrão de suas artes não mudou com essa transferência de programas. Participante do Latinoware desde sua 10ª edição, Elias também é formado em design gráfico na UNESP e atuante na área de design, desenho técnico e arquitetura.


Elias carrega grandes trabalhos em seu currículo: o ilustrador fez caricaturas para o Salão do Humor de Piracicaba; em 2008 começou a fazer as capas da MAD e em 2009 recebeu a tarefa de fazer os cartazes para o show de stand-up comedy de Danilo Gentili. Desde então, passou a ser chamado para realizar outros trabalhos em revistas como Mundo Estranho, Superinteressante, Quatro Rodas e Galileu.


Em 2013, um ano após começar a utilizar o software livre, já subiu ao palco do LatinoWare e vibrou com a experiência. “Foi uma experiência louca, porque foi uma mistura de medo e alegria. Um dos maiores eventos que já participei”, conta Elias. O designer também relembrou os efeitos que participar do evento causam, enfatizando o cuidado e preocupação dos palestrantes com os participantes e a qualidade dos conteúdos trazidos para o Congresso.
Elias costuma mostrar em suas palestras trabalhos feitos em Photoshop e Gymphy e garante que ninguém consegue perceber a diferença. “Passar de um programa para o outro é a curva de aprendizagem”, afirma Elias.