Os frameworks para desenvolvimento web são modelos para a criação de páginas e aplicativos, ou seja, a criação de códigos. Assim, os frameworks permitem que desenvolvedores se concentrem na codificação, aumentando sua produtividade, utilizando esses códigos genéricos. Entretanto, como frameworks precisam ser modificados para atender a especificidades, quem deseja tornar-se programador ainda deve aprender a codificar, para manipulá-los segundo suas necessidades.

Desenvolvimento de Website ou aplicativo, coding, códigos. Violet palette. Ilustração de vetor como plano de fundo. Estruturação de frameworks para desenvolvimento web
Desenvolvedores web criando um site em uma tela de laptop. Fonte: Freepik

Portanto, essa ferramenta é muito útil, sobretudo para quem já tem uma base consolidada ou bastante experiência. E ela funciona como um encaixe entre as diversas linhas do código, conectando-as perfeitamente, ou muito próximo à perfeição. Para isso, seleciona-se uma estrutura, que pode ser adaptada, para criar um projeto totalmente funcional, com o mínimo esforço humano. Por outro lado, escolhendo um template errado, o resultado será outro, causando mais problemas e aumentando o trabalho. Logo, também é muito importante conhecer bem o framework que irá utilizar.

São as comunidades de desenvolvedores voluntários que criam essas estruturas adaptáveis e incluem tudo o que é necessário para inúmeros projetos. Assim sendo, encontramos nos frameworks trechos de código, opções de configuração de tabelas, de criação de formulários, entre outras ferramentas que solucionam, rapidamente, diversos problemas. Além disso, cada template possui documentação, para que os desenvolvedores possam aprender como usá-las e contribuir com a comunidade.

Classificação dos frameworks para desenvolvimento web

  • Frameworks front-end, que ajudam a programar a parte visível de um site ou aplicativo (ReactJS, jQuery, Spring);
  • Frameworks back-end, que atuam nos bastidores dos projetos, trabalhando com requisições de usuários, servidores e linguagem (Django, Meteor, Ruby on Rails, Phoenix);
  • Frameworks JavaScript, que é a única linguagem que utiliza os dois tipos anteriores (Angular JS).

Por fim, é importante lembrar que, por resultarem de trabalho coletivo e ser possível modificá-los, os frameworks são open source. Saiba mais sobre o tema participando das palestras do Latinoware2022, que esse ano acontecerão de forma presencial e remota. As inscrições já estão abertas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Realização:

Patrocínio:

Apoio: