Chat bots: o futuro da inteligência artificial

  • Comunicação Latinoware
  • 5333
  • 2018/10/18

Com investimentos e informação, setor ganha salto na qualidade para atendimento ao público

Nem filmes de sci-fi, nem efeitos especiais de última geração. O paradigma tecnológico deste século passa pelo uso da inteligência artificial em suas mais variadas formas e encontra nos chat bots a chance de mostrar do que é capaz.

Para Diego Dorgam, engenheiro de bots da Rocket Chat – palestrante da 15a edição do Latinoware – a resposta para o caminho aberto pela inteligência artificial tem muitas ramificações. “Hoje, a preocupação está em quem oferece chat bots com mais qualidade e precisão dentro da interface de mensageria”.

Dorgam trouxe exemplos de cases de sucesso já utilizados em outras partes do mundo onde a inteligência artificial trouxe através de algoritmos matemáticos complexos, uma solução na busca por padrões. Um exemplo dessa aplicação e desenvolvimento está no IBM Watson, a plataforma de serviços cognitivos, mostra o uso avançado desse tipo de tecnologia, e de como o setor de machine learn avança a passos largos.

Para o palestrante, as palavras do momento na tecnologia são: deep learning e como é possível repassar conhecimento de padrões mais complexos a computadores. Seja através do uso dos perceptrons, que funcionam como neurônios humanos na absorção de informações, ou mesmo pelo desenvolvimento de mecanismos como de tensorflow, uma biblioteca de código aberto para aprendizado de máquina. Nas modalidades é possível ainda verificar o poder de raciocínio incluído entre o grande desafio de educar máquinas.

Outro exemplo utilizado por ele foi do projeto Magenta, onde é possível produzir canções inéditas a partir de outras já existentes, através de comandos. Mas nem somente de flores vive a tecnologia. Nesse mesmo caminho, Dorgam alerta para uso indiscriminado de imagens e texturas feitas pelo mesmo sistema na manipulação de imagens. “O que é bastante perigoso”.

A previsão é de que imensas quantias sejam gastas nos próximos anos com inteligência artificial. Entre os ramos com maior visibilidade estarão áreas de chat bots como atendimento ao consumidor, vendas e marketing. “Nesse período de crescimento, as vontades dos usuários já estarão suprimidas. A falta de inteligência no trato com bots e a capacidade de conversação, certamente estarão superadas”. Mostra disso são projetos open source como RASA, desenvolvido na Alemanha, um servidor com entendimento de linguagem natural. “A intenção é o verbo”, resume.

 

Apoio