Privacidade? Isso não te pertence mais. A rede conhece todos os seus hábitos

  • Abilene Rodrigues
  • 117
  • 2017/10/19

Quem nunca pensou: “Esse computador está lendo meus pensamentos? Eu pensei em comprar um tênis e, agora, a todo momento aparece uma propaganda de tênis na minha tela”. Realmente está lendo, não pensamentos, mas todos os hábitos, desejos e rotinas. Foi com essa mensagem que a mestre em Engenharia da Computação, Christiane Borges falou sobre a “Insegurança na Era da Internet das Coisas”, durante o 14º Congresso Latino-Americano de Software Livre e Tecnologias Abertas (Latinoware), nesta quarta-feira (18), na Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu.

O detalhe é que o computador não lê sozinho. Ele apenas reúne uma série de dados revelados pelos usuários em diversos dispositivos eletrônicos utilizados no dia a dia. Hoje, embora muita coisa ainda não esteja conectada, a internet está presente em milhares de equipamentos. Vão desde relógios, geladeiras, forno de micro-ondas, televisões, rádios, carros e até numa simples boneca. “A cada vez que você acessa um desses equipamentos, está criando um perfil. E de certa forma, sua rotina e seus hábitos e, às vezes, até o número de passos que deu num dia, se tornam públicos. E as grandes corporações utilizam esses dados à favor delas”, disse Christiane.

Segundo a especialista ninguém nunca está sozinho. Está sempre conectado em rede. Não tem mais nada seguro. Há alguns dispositivos, inclusive, com microfones, que ouvem sua conversa”.

Apoio: