Participantes do Latinoware aderem à campanha da gelatina

  • Abilene Rodrigues
  • 13869
  • 2017/10/19

Os mais de 4,2 mil nerds, curiosos, professores, estudantes e interessados em novas tecnologias, vindos de várias partes do Brasil e dos países vizinhos para participar até sexta-feira (20) do 14º Congresso Latino-Americana de Software Livre – Latinoware, na Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, estão aderindo à campanha de arrecadação da gelatina. E já estão fazendo a doação do produto.

As gelatinas doadas serão encaminhadas a pacientes em tratamento de câncer, em Foz do Iguaçu, Cascavel e Curitiba.

“Não é uma obrigação, mas pedimos a todos os participantes que doem pelo menos duas caixinhas. É uma ação simples, mas que faz toda a diferença na vida das pessoas em tratamento contra o câncer”, explica Marcos Siriaco Martins, da comissão organizadora.

O estudante de Videira (SC), Fabiano Fagundes fez questão de trazer a gelatina. Um tio dele teve câncer e depois das sessões de quimioterapia e radioterapia só conseguia comer gelatina. “É a segunda vez que participo do evento e contribuo com a campanha. Sei o quanto é importante para quem está sofrendo com a doença. Todos devem colaborar”.

Instituições

Este ano, as gelatinas arrecadas serão encaminhadas para a Casa de Apoio ao Paciente de Câncer (UOPECCAN), em Cascavel; Hospital Erasto Gaertner, em Curitiba e, Casa de Apoio Espaço Esperança, Centro de Oncologia do Hospital Ministro Costa Cavalcanti e Associação de Amparo aos Idosos de Foz do Iguaçu (Lar dos Velhinhos), em Foz do Iguaçu.

Por que gelatina?

A gelatina é importante por ser o principal ou o único alimento ingerido por pacientes durante tratamento contra o câncer. Pois, além da falta de apetite e náuseas, tanto a radioterapia como a quimioterapia podem provocar lesões nas mucosas, principalmente, na boca, dificultando a deglutição de alimentos sólidos, quentes e ácidos. Pessoas que passaram por cirurgias da boca e de pescoço também tem as mesmas dificuldades. Sendo assim, a gelatina é uma grande aliada para alimentar os pacientes.

Apoio: