De vilão a mocinho: Especialista ensina como usar celular em sala de aula

  • Abilene Rodrigues
  • 346
  • 2017/10/19

O uso do celular em sala de aula sempre foi considerado um problema por milhares de professores. Mas de vilão, ele pode se tornar o mocinho, se o professor aliá-lo como ferramenta de ensino. Essa é uma das propostas da Plataforma Jabuti Edu, apresentada pelo especialista em robótica educacional Eloir Rockenbach, nesta quinta-feira (19), durante o 14 º Congresso Latino-Americana de Software Livre – Latinoware, na Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu. Nesta sexta-feira (20), um grupo de 30 professores de escolas públicas de Foz vão participar de uma oficina sobre como utilizar o Jabuti Edu durante suas aulas.

O Jabuti Edu é um robô. O manual e o todo o sistema operacional pode ser baixado, gratuitamente, do portal www.jabutiedu.org e, depois, impresso numa impressora 3D.

Após a montagem, o Jabuti é acessado e operado, por um celular, computador ou notebook. Do próprio celular, alunos a partir de quatro anos conseguem aprender de forma lúdica matemática, português, programação, informações de transito, noção de direita e esquerda, idiomas e até fazer desenhos. E no “coração” do Jabuti, há um computador, com mais de 150 softwares educativos, que pode ser acessado até pela televisão.

“É um sistema simples, mas que pode fazer toda a diferença em sala de aula”, explicou Rockenbach. E completou: “Os estudantes podem aprender brincando ou brincar aprendendo”.

A proposta do Jabuti é modernizar a educação, pois sua operacionalização é bem didática. “Além das disciplinas tradicionais, é possível preparar as crianças para um futuro próximo, onde precisarão entender de programação”, defende.

Custo

Embora o sistema esteja disponível de graça na internet, poucas escolas brasileiras utilizam o Jabuti Edu. “No Paraná, apenas duas escolas de Cascavel estão usando o Jabuti Edu. Gostaríamos que mais instituições entendessem a importância de reunir o digital e o físico”.

Embora os softwares sejam gratuitos, a montagem custa entre R$ 800 e R$ 1000. Também há opção de encomendar tudo. O valor é de R$ 1,450.

Apoio: